Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CADELA IMPLORANDO

Senhor estava em sua mesa,sentado,trabalhando,todo concentrado . Cheguei de quatro,nua, de coleira,toda manhosa e safada . Senhor sentiu a minha presença,mas fingiu que não viu,me ignorando totalmente . Fiquei lhe olhando,com aquela carinha de piedade,pedindo a sua atenção apenas com o olhar . Estava ali,de quatro,pertinho de ti,esperando,implorando apenas um olhar e nada .



A sua presença,o seu desprezo,me causava um tormento e ao mesmo tempo uma excitação incrível .



Já estava toda molhada,quente...ansiosa,agitada... os minutos passavam e cada vez ficava mais excitada,nervosa,apavorada, submissa .



Senhor sentiu a minha respiração ofegante,soltou um sorriso me olhando...nossa !...fiquei desesperadamente excitada com seu olhar debochado,firme e ao mesmo tempo,sereno,dominador...



Estava toda boba,feliz,inquieta,excitada,nervosa,envergonhada,agitada e safada!..



Uma mistura louca ...Senhor sorriu,desviando o olhar novamente e espichando os pés... (debochado)...rs !.



Na hora olhei e com aquela carinha de cadelinha manhosa,submissa,obediente e servil,já fui implorando para lhe servir de mesinha,apoio para seus pés .



Mas seu olhar estava totalmente para o computador,não viu meu olhar e estava bem concentrado . Fiquei atormentada,excitada demais....o nervosismo já estava me deixando impaciente,inevitável,comecei a tremer...então,resolvi fazer barulho,baixinho,bem baixinho...gemidinho de cadelinha..rss..Senhor ouviu,adorou....estava amando tudo,mas estava disposto a judiar mais e colocar em prova a submissão de seu bichinho . Fingiu,ignorou....não demonstrou nenhuma reação, até o deboche havia sumido . Sua atitude estava me excitando e ao mesmo tempo me deixando impaciente demais . Não teve jeito,já estava totalmente confusa . Então,resolvi gemer mais alto,necessitava a sua atenção e não estava disposta a desistir . Senhor gostava e sabia muito bem me causar aflição . Continuou me ignorando,não manifestou nada,nem um sorriso,nem um suspiro,nem um olhar,nem uma mudança na respiração,nada! . Ah....inevitável..o desespero começou a bater em minha porta...corpo estava tremendo,estava literalmente molhada,encharcada,quente,louca de tesão e de raiva... atormentada,confusa....fiz gracinha,gemi mais alto...nada...absolutamente nada....comecei a pensar em várias coisas...mas estava confusa demais...excitada....não sabia o que fazer,como fazer...respirei fundo e mandei o desespero embora....não podia e não iria perder o controle .. (falso controle,pq nesse momento já estava sem nenhum)..rss..Senhor estava amando aquele desespero todo causado por ti... e estava disposto a torturar muito mais....queria ver até que ponto aguentaria o desprezo,a pressão... Então,depois de muitas tentativas,resolvi falar baixinho,morrendo de medo de lhe incomodar,mas ao mesmo tempo com a consciência pesada por não estar lhe servindo de mesinha....precisava ser útil...estava me sentindo mal,por estar ali sem fazer nada ... com o corpo tremendo,respiração ofegante,pausas na voz,disse baixinho :



- Donoo.... ( aquele jeito manhoso e submisso de pedir atenção.)..



Hum...mas ainda estava pouco.. (maldade )...Senhor nem se mexeu,fingindo não ouvir nada . Estava realmente testando meu limite,minha submissão,meu controle,minha dedicação,minha paciência .



Respirei fundo,com a boca seca,coração disparado,respiração ofegante,corpo tremendo,lhe chamei novamente,baixinho,implorando o seu olhar,a sua atenção :



- Donooo...



Senhor não manifestou nenhuma reação...ai sim,fiquei extremamente nervosa e impaciente..naquela altura,já estava confusa demais....não sabia distinguir o que era maior : o tesão,o tormento,o nervosismo, a raiva, a aflição,a angústia . Senhor percebeu a falta de controle,estava muito excitado com tudo que estava provocando em seu bichinho . Respirei fundo,tentando controlar o máximo aquela aflição....mas a essa altura já tinha me entregado...a respiração estava ofegante demais,o desespero já havia entrado,claro,as lágrimas foram inevitáveis no momento..tentei controlar...que pânico !...implorei novamente,chamei baixinho :



- Donooooooo....



Senhor sorriu,amou....me olhou,com aquele olhar debochado,com aquela voz tranquila , disse :



-Sim,meu bichinho,diga !.



Ah !...naquele momento não sabia o que era "pior",a sua atenção ou o seu desprezo....rs...pq estava excitada demais.....nervosa....tremendo muito,não sabia por onde começar,como falar...estava quase atropelando tudo,quando lhe olhei...aquele olhar,nossa...!..me acalmava e desesperava ao mesmo tempo...que loucura !...respirei fundo...estava com um olhar aflito,desesperado...Senhor sorriu,me olhando de um jeito debochado...me testando....então,disse :



- Por favor,Dono..( a essa altura quase chorando )...



Senhor fez sinal pra respirar fundo e dizer calmamente,sem desespero e pressa..( fácil,não?..rs..debochado mesmo )....



Não podia desesperar,mas já estava desesperada...rss...nesse momento já estava confusa demais...então,num impulso,falei:



- Dono,por favor,permita-me servi-lo de mesinha !



Bonitinho...Senhor adorou,mas ainda sentiu um fio de "controle"...ah....queria provocar mais desespero..agora estava na hora de ver mesmo até onde seu bichinho era capaz de ir..



E com deboche,respondeu :



- Hum,não...acho que vc não está com tanta vontade,melhor ficar quietinha,descansando...



Poxa,que deboche heim....que descansando.....necessitava servi-lo...precisava daquilo....



Nessa altura já estava absolutamente confusa,sem controle,nervosa e excitada demais....respondi:



- Dono,por favor.. (ajoelhada)..imploro,dê permissão a esse bichinho idiota,que sá serve pra te agradar....permita-me servi-lo de mesinha,imploro....



Que aflição,que desespero,que tormento,que maldade !.



Senhor já estava desviando o olhar novamente,quando...



Desespero tomou conta,me cegando,me deixando totalmente nervosa e transtornada,disse :



-Dono,por favor,dê permissão a esse pobre bichinho,que está disposto a lhe agradar,imploro...já estava quase beijando o chão....totalmente sem rumo....chorei...implorei....no chão...pertinho de seus pés,mas sem permissão para tocá-los....chorei muito....implorei,entre choro e soluço.....Senhor resolveu atender o pedido de seu bichinho,com deboche,disse:



-Certo...venha...mas não quero ouvir um choro,um gemido,uma respiração,será que consegue inútil?...nossa !....maldade mesmo...já fui enxugando as lágrimas,respirando fundo,tentando controlar o nervosismo,a excitação...que mistura louca...precisava controlar tudo....tentando controlar,fui pra posição rapidamente ...



Senhor delirou de tesão,quando apoiou seus pés em seu bichinho,sentindo seu corpo tremendo,sua respiração ofegante,seu desespero,sua vontade absurda de tentar controlar,o que a essa altura já estava totalmente,absolutamente sem controle....rs !..mas gostou,sentiu a vontade,a submissão de seu bichinho naquele momento....encolhida,tentando não mexer...( rss.)....totalmente excitada,nervosa,transtornada..



Senhor riu e continuou de onde havia parado,totalmente concentrado no trabalho... ( não sei como conseguia....)..vai ver é por esse e outros motivos que é Dono..rss..tem o controle nas mãos.... ( ai ai ai )...







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


cumi a bucrtina contos eroticoscontos eroticos cm 2 penis grandescontos er senta devagarconto erotico mulher traindo marido no barenfiando o dedo no cu da coroa cotoseroticoshttp://okinawa-ufa.ru/conto_24058_eu-e-minha-madrinha.htmlminha enteada gost contoshistoria comendo eguaconto jogava video game dando o cucontos eróticos pegando a namorada bebada do amigo Foderam gente contos tennschupei minha netinha contos eróticosconto erotic pegand a calsinha da sogracontos/o cu da sogra era virgemporno pesado arrombando relatoscontos gays ordenhando papaicontos gays nas dunasvarios contos eroticos juntos para ler de cunhadas novinhas na orgiacontos quando eu gozei damdo a bundaconto meu cunhado cacetudo me arrombou toda fiquei toda suadaFoderam gente contos tennscontos porno travestis estupros sadomazoquismoComi no bar contos erotico brasilSou gay e tranzei com um travest contos eroticome fuderao de 4 contocorninho esposa picudo frouxo contoestruprei contosconto erótico gay o pai do meu primo pauzudo conto erotico incesto sonifero filhaContos eróticos com meias sujasFILHA EMPRESTA ROLA PRA MAE CONTOputona da pro chefe marido nem desconfiacontos namorada pau enormecontos trai com meu inquilinonovinhas iniciando na foda com o proprio paiconto erotico julio piroca grossa conto erotico minha mulher mandonacontos de encoxada em mulheres passivascontos eróticos eu pensei que meu marido fosse enganoconto erotico peguei meu irmao na minha maecontos a filha do meu primocontos eroticos incesto experimentei uma cueca do meu pai pra ficar bundudasentei no colo conto erótico contos erotico fui pozar na casa da minha irma casada e comi seu cuzinhoporn marido enfachado no hospitalconto carona com caminhoneiro minha bucetacontos a pequena taradinhana balada dois negros fuderam minha esposa no escuro contos eroticoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos minha mulher mandona e dominada ppr outrocontos de coroa com novinhodei mole contoscontos gay meninoContos eroticos meu comeu meu raboo taxista comeu meu cu contos eróticossexo com renata crentinhachantagem com irma contossoquei a rola na sogra contocontos de cú por medo[email protected]Contos eróticos tia deixa sobrinho gozar na bucetasequestradaxvidioO coroa com ele em cima da sua lancha ele me fuder conto eroticoContos eroticos-Empregada se vingando da filha do patraosó contos eróticos de negra pingueludaconto.erotico..casada.18..anoswww.contos gays na bebedeira cerveja e xixiesposa bebada se abrindo apos a farra no bar contoconto novinho forcado no boquetecontoseroticosencoxeiconto porno gay teen mulatocontos eroticos sequestromae e filha de fio dental na praia e do padrasto contoCONTO EROTICO_FUI ESTUPRADA E GOSTEIcontos eroticos mae filho filhaSexo com meu cachorrocontcontos eróticos de incesto com irmã caçulapintinho na bunda contoscontos eroticos mae desnaturada 2conto erotico crente negra velhacomtos dei.pro pastor alemaobuceta bem regacada peluda perna aberta na camavideo erotico"minha primeira vez com travesti"conto gay na academiacontos vou te estruparme amarrou contos eroticos gagdei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casa