Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

COMI MINHA SOBRINHA EM SAUÍPE

Tenho 40 anos es sou advogado em São Paulo, mas tenho muitos negácios na Bahia e viajo muitas vezes a Salvador. Em uma dessas viagens em que passaria 2 semanas recebi um telefonema de Carla 22 anos lourinha 1,70 m, sobrinha da minha esposa que estuda jornalismo, pedindo para que eu acompanhasse em uma reportagem a uma praia na Linha Verde, proxima a Salvador. Achei estranho que me pedisse o maior segredo. Concordei e disse que faria uma reserva para nás dois em Costa do Sauípe.

Tudo acertado peguei-a sábado logo cedo e fomos direto para Sauípe. No caminho Carla me contou motivo de tanto segredo. A praia que ela queria ir chama-se Massarandupiá e é uma praia de nudismo. O seu noivo não concordou em ir e ela queria ir não como reporter mas sim como uma frequentadora ela queria contar com a minha ajuda.

Você quer que a gente vá nu, pelado à praia? - perguntei.

Sim, mas é um segredo nosso. Ninguém vai saber. - respondeu Carla

Diante disso quando chegamos no hotel fui rapidamente a recepção e pedi que colcassem 1 cama de casal em vez de 2 de solteiro como havia solicitado antes. Percebi que aquele fim de semana seria especial.

Fomos à praia. antes de chegarmos a praia prenchemos um pequeno formulario e entramos numa área de adpatação. Nela as mulheres fazem topless e os homens ficam de sunga. Carla tirou o soutien do biquini, deparei com dois belissimos seios fartos de biquinhos rosados e uma marquinha deliciosa. Fiquei de pau duro na hora. Caminhamos mais um pouco e chegou a hora de tira toda a roupa. Carla tirou o short e depois a calcinha. Sua xoxotinha bem aparadinha, sem excessos era um convite a um chupada. Tirei a minha sunga, Carla riu pois eu estava de pau duro. Ela disse: - O que é isso, tio Bob? Fiquei meio sem graça mas depois fui me acostumando. Passamos o dia na praia e Carla se enturmou com algumas pessoas do modo como queria, me apresentou como namorado apesar da diferença de idade, acho que todos acreditaram.

Já esta escurecendo quando voltamos e Carla se mostrava animada com as conversas e dizia que publicaria isso e aquilo etc. Chegamos no Hotel Sofitel Suites, que tem uma cama de casal king size, enorme. Mas eu não sabia como abordar Carla, visto que o meu tesão por ela estava enorme. Fui tomar banho e não conseguia tirar a sua imagem todinha nua da minha cabeça, enquanto na sala Carla fazia anotaçoes para a sua reportagem. Saí do banho enrolado numa toalha e deitei na cama. Carla entrou para o seu banho e cerca de 30 minutos depois, saiu do banheiro para o quarto completamete nua, apenas com uma toalha enrolada nos cabelos como se fosse um turbante. Ela disse que havia gostado de andar nua e veio se deitando ao meu lado. Tirei minha toalha também e fiquei nu. Eu pedi que ela me desse um presente pela reportagem que eu propiciei a ela. Carla respondeu: Tudo bem,tio. E aproximou a sua boca e me beijou enquanto que suas mãos passeavam no meu cacete. Ela foi me beijando e caiu de boca chupando o meu pau. A excitação guardada desde pela manhã me fez explodir num gozo que ela sorveu por completo sem perder nenhuma gota. Carlinha então se posicionou com sua xoxotinha na minha cara e pediu: - Me chupa tio... Chupei aquela xotinha de 22 aninhos e o seu mel escorria na minha boca. Já de novo de pau duro coloquei Carlinha de quatro meti gostoso naquela bucetinha, fodi gostoso. Carlinha gozou e eu também. Ficamos mais um pouco abraçados e apás me recompor Carla pediu para meter no papai-mamãe. Arreganhei as suas pernas e enfiei meu pau. sentia Carla gemendo de prazer e sentia meu pau todo dentro dela e a sua bucetinha pulsando de prazer. Gozamos mais uma vez.

Saímos para jantar na volta começamos novamente a tirar a nossa roupa e comecei a roçar meu pau na sua bundinha roliça. Sussurei ao seu ouvido: Quero comer seu cuzinho. Ela disse que tinha medo. Prometi todo carinho. Ela empinou a sua bundinha, passei um lubrificante no seu buraquinho e no meu pau. Fui enfiando devagar. Notei que ela não tinha experiência pois se contraía o tempo todo. Pedi que relaxasse. Com jeito enfiei todo o meu pau no seu cuzinho. Carla relaxou e mais uma vez gozamos. Atualmente como minha sobrinha todos os meses.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Novinha Bebi porra do meu amigo contocontos tio negão come o c* da sobrinha RosanaMeu namorado virou corno contos teenconto erotico gay viciei na porracontos eróticos de professoras gostosas transando gostosocontos de cú de irmà da igrejatirado a vigidade da novinhas no mato ela ..âl lconto erotico comeu a visinhacontos eróticos de bebados e drogados gayscontos comendo mulher do amigo meia noiteQuero ler contos homem fudrndo afilhada de moletaconto erotico transei com meu filhocontos mamae mim ajudou com o pirozaocontos eróticos de bebados e drogados gaystodos foderam ela contosContos o comedor da madrugada do soniferocontos eroticos - comi e caseideserto conto heteroconto comi minha sobrinha na pescariaconto erótico vó e seu netinhoContos heroticos casado curiosoputinhas de quinze anos xexo uricuiacontos eroticos minha filha de fio dentalcontos irmãzinhavídeo pornô a mãe dela tava de biquini o genro só dava a sograconto erotico estuprada de biquíninovinha de shortinho curto mostrando os pelinhos das nádegaspaguei boquete na infancia contoscontos eroticos isto ecrealcontos a filhinha de fii dando p i papaimae virou puta na frete do filho contoConto erotico esposa ver jardineiroNovinha Bebi porra do meu amigo contoconto erostico cASALCOM UM MOLEGUE EM CASAcontos de cú de madrinhaconto erotico mulher por causa de apostacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos erotico, quatro travesti me estruparamconto erotico barzinho depois servicoconto minha mulher e um cao d rua fodendocasa dos contos eróticos joguinhos mamãe 6Sou gay e tranzei com um travest contos eroticoa menina e o cachorro de rua contos de zoofiliaconto porno mulher adora novinhocontos tranzei com a minha madrinhacondos erodicos vizinho lindonoite maravilhosa com a cunhada casada contoscontos porno travestis estupros sadomazoquismocontos eroticos calcinhas mijadaO reencontro entre prima e primo minha paixão conto eroticodei pra um estranho num baile e meu marido viu conto eroticocontos erótico menininho na faxina fodida ate desmaiar, conto eroticochortinho q deixa as magrasgostosasConto meu marido me obrigou a trepar com o mendigoContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de amigas dormindo evideos porno minha mulher me satisfazendo na cama presente de aniversárioCalça suplex contocontos corninho obrigado a usar calcinhacontos eu e meu. irmao comendo a minha mulheconto gay fodeno o caminhoneiro bebado do nordestecomtos eroticosgarotasContos eróticos tremNovinha putinha bebada contosConto erticos menina sendo estrupada pelo pai no matoContos Eroticos de meninos gays no orfanatocontos estupraram mamãe cotos heroticos gay me comeu no rioeroticosgamevelhos acabam com as tetas da vadia de tanto mamar contosconto erotico esposa hotelcontos eróticos fui arrombada pelo começocontos - beijo com porra a cabeleira contos eroticoContos eróticos jogo de seduçãomeu enteado estourou meu cu contosSou casada mas bebi porro de outra cara contosme comeram contos teenmasturbando no banho ponhou nangueira de agua na bucetacontoincestocoloas calcinha. da empregadinha contosobrinho punheta contocontos erotico, dei pro dois amigos do meu filhocontos eróticos incesto minha putinha dengosatia de saia safada contocontos minha mae bebada e fodacontos eroticos chupando duas pirocasarromba esse cu contoscontos colega de futebol pediu pra comer me cuzinhoSou casada fodida contoMamando rola na escola contoseroticosconto de sogra dando para genrogay chavecano para trans o da baladacantoerotico cunhada gravida fode cunhadCumi minha madastra na cozinha contos